5 passos para a automação de marketing

5 passos para a automação de marketing

Vejamos as vantagens da automação de marketing, especialmente no por 3 motivos matadores para sua empresa pensar em Automação de Marketing. Sendo bem objetivo, a automação de marketing permite interagir de forma inteligente, personalizada e automatizada com seus Leads. Isso proporciona grandes resultados como aumento de vendas e receita, redução do custo de aquisição e melhora a retenção dos clientes.

A automação de marketing já é uma prática mais avançada de marketing digital, e por isso, para a empresa aproveitar todo esse potencial e conseguir gerar bons resultados, é necessário se dedicar e superar alguns desafios.

Fizemos uma lista com os 5 passos para a automação de marketing com dicas para conseguir superá-los.

 

Passo 1:

Definir a estratégia da sua campanha de Automação de Marketing. O primeiro passo é ter clara sua estratégia e seus objetivos com cada uma das campanhas de automação de marketing. A partir disso fica fácil definir os conteúdos a serem utilizados, os resultados esperados e outros detalhes da campanha.

A dica para isso é pensar e construir uma campanha de cada vez. Como o principal papel das campanhas de automação é ajudar o Lead a avançar sozinho no processo de compra, é muito mais produtivo (e fácil) ter uma campanha completa, pegando o Lead logo no início do processo e levando-o até o momento de compra.

Possuir várias campanhas incompletas não vai fazer todo o processo e só vai deixar sua vida mais complicada.

Para ajudá-lo no planejamento das campanhas, nós montamos uma Planilha de Automação do Marketing. Construímos a planilha de uma maneira bem intuitiva, lhe guiando no planejamento de cada uma das campanhas, do início ao fim. Faça o download e veja como fica mais fácil organizar suas campanhas.

 

Passo 2:

Decidir quais conteúdos oferecer em cada email. Entregar o conteúdo certo na hora certa para os Leads é a chave para ser eficiente e ter os reais resultados com automação de marketing.

Para saber qual conteúdo entregar, o melhor é pensar no estágio de compra que o Lead se encontra. Se o Lead acabou de conhecer sua empresa e demonstrou um pequeno interesse pelo tema que você aborda, você deve enviar para ele conteúdos mais gerais para despertar nele um maior interesse por aquele assunto.

Bom, se ele já se interessou bastante pela empresa e até já fez um pedido de orçamento, o conteúdo deve ser outro. Não faz sentido ele receber conteúdos amplos, e sim algo mais direto que o ajude a decidir pela sua empresa, como cases de sucesso ou comparações com outros produtos.

 

Passo 3:

Escrever emails eficientes. Os emails dos fluxos tem como objetivo principal obter maior engajamento dos Leads. Ninguém gosta de ficar com a sensação que recebeu um email automático, e muito menos, com aquela impressão que a mensagem foi enviada em massa para milhares de pessoas. Por isso, valorize a pessoalidade. Invista em uma linguagem próxima e atrativa que motive o relacionamento com o seu Lead.

Muito importante lembrar que os emails dos fluxos não precisam ser rebuscados nem muito elaborados. Para valorizar o relacionamento, você pode montar emails com texto puro, sem imagens no template.

É essencial oferecer informação de qualidade e apropriada ao estágio do Lead no funil de vendas.

Mostre o seu contentamento por ele ter cumprido as ações anteriores no fluxo (ex: percebi que você baixou o eBook Automação ao Email Marketing. Para aprofundar mais o seu conhecimento, trouxe estes posts…);

Preencha o campo “assunto” com palavras interessantes, que motivarão o seu leitor a abrir e a clicar no email;

Use o seu nome como remetente;

Utilize a variável para se dirigir ao Lead pelo primeiro nome;

Adote um tom informal, mas sério e comprometido;

Despeça-se com um abraço.

 

Passo 4:  Implementar os fluxos de nutrição. Depois de fazer o download da planilha e pensar na sua estratégia de automação de marketing, é hora de planejar e implementar a campanha.

Identifique os principais conteúdos em cada uma das etapas do processo de compra (servirão como critério de entrada nos fluxos);

Construa o fluxo dos emails e a principal mensagem de cada um deles;

Produza os conteúdos e escreva os emails;

Programe os emails.

Fazer todo esse processo de segmentação e envio dos emails manualmente é algo extremamente trabalhoso e ineficiente.

Uma ferramenta automatizada de Marketing Digital, ao contrário, traz eficiência, inteligência e resultados muito melhores que campanhas tradicionais de email marketing. O software ajuda a ter mais agilidade no andamento da sua estratégia, especialmente na configuração das campanhas de automação.

 

Passo 5:

Medir a eficiência das campanhas. O marketing digital tem um caráter cada vez mais numérico e analítico. Por isso é muito importante medir algumas métricas para ver onde está sendo mais eficiente e o que está funcionando melhor.

As principais métricas de email marketing são as taxas de abertura e clique dos emails.

Entretanto, a Automação do Marketing tem um impacto mais relevante em métricas mais importantes, como o aumento dos Leads gerados e a conversão deles em clientes.

Outras coisas importantes a serem medidas são: qualidade dos Leads passados à equipe de vendas, proporção da quantidade de Leads que estão no fundo do funil, a velocidade com que avançam nos fluxos e se aproximam do momento da compra, o custo de aquisição dos clientes, dentre outros.

Dica: Uma forma interessante de acompanhar de perto a eficiência do fluxo é notificar um vendedor quando um Lead chegar em uma etapa avançada de compras. Isso pode ser feito automaticamente através de ferramentas de automação e permite fazer um acompanhamento bem eficiente de cada um dos Leads.

Se você quer saber mais sobre automação de marketing, pode assistir nosso webinar gratuito Introdução a Automação de Marketing.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *